Ação com morte de 4 bandidos também apreendeu munições de fuzil e 4 armas

As munições estavam escondidas em um matagal

A operação que terminou com a morte de quatro homens, todos suspeitos de envolvimento com a tentativa de assalto a um carro-forte na segunda-feira (2), também apreendeu munições de fuzil e quatro armas, dentre as quais duas espingardas calibre, uma pistola e mais uma espingarda de calibre ainda não definido. As munições estavam no matagal, na chácara onde a quadrilha estava escondida na região de Coronel Sapucaia, a aproximadamente 400 quilômetros de Campo Grande.

Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, quatro homens morreram, entre eles José Francisco Lumes, o Zé de Lessa, bandido mais procurado da Bahia e líder e fundador da facção BDM (Bonde do Maluco). Um outro suspeito teria conseguido fugir pelo matagal e um homem foi preso. Os outros três suspeitos que morreram ainda não foram identificados pela polícia.

Ação com morte de 4 bandidos também apreendeu munições de fuzil e 4 armas
(Foto: Divulgação)

O preso foi identificado como funcionário da Prefeitura de Coronel Sapucaia. Ele trabalha como motorista e teria dado abrigo aos membros da quadrilha em sua chácara. Até o momento não há informação se ele participou de outra forma da tentativa de assalto e o fato é apurado.

Durante a ação os policiais encontraram no matagal várias munições de fuzil, calibres 5,56 e 7,62 mm, que foram apreendidas. Na chácara ainda foi encontrado um documento, pertencente ao proprietário do C4 roubado pela quadrilha na fuga na segunda-feira. O carro, no entanto, também ainda não foi encontrado.

Atuam na ação equipes do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), Garras (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e CGPA (Coordenadoria Geral de Patrulhamento Aéreo), com helicóptero da polícia.

Roubo frustrado

O roubo a carro-forte ocorrido na manhã de segunda-feira, na rota para a fronteira com o Paraguai, foi um fracasso. Segundo a polícia ninguém se feriu e nada foi levado do local. O veículo da empresa de transporte de valores seguia pela rodovia MS-156, sentido Caarapó a Amambai, quando houve aproximação dos criminosos que estavam em um Jeep Renegade.

Ação com morte de 4 bandidos também apreendeu munições de fuzil e 4 armas
Jeep foi queimado na fuga (Foto: Divulgação)

Eles deram um tiro na direção do vidro do blindado. O motorista então realizou manobra evasiva e a equipe fugiu para dentro do pasto, deixando a porta trancada. Os criminosos armaram explosivo, mas não houve detonação completa e o carro-forte continuou fechado. Ocorreu o que a polícia chama de explosão de baixa ordem, que é quando o explosivo não é acionado por ser velho ou outros motivos.

Na fuga, o Renegade não deu partida e eles incendiaram o automóvel. Em seguida, renderam um motorista de caminhão e fugiram. Eles desceram do caminhão sentido Aral Moreira e renderam o dono do C4, carro que usaram na fuga.

Ação com morte de 4 bandidos também apreendeu munições de fuzil e 4 armas
Mais notícias