Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Polícia suspeita que Maiana estava dormindo quando ela e a filha de 1 mês foram mortas a facadas

Inquérito foi concluído e autor indiciado por duplo feminicídio

Investigação que apurou as mortes da estudante Maiana Barbosa de Oliveira, de 20 anos, e da filha recém-nascida, apontou a suspeita de que a jovem estava dormindo no momento em que foi morta a facadas no último dia 26 pelo namorado, identificado como Marcos Fioravanti Neto, de 22 anos. O inquérito do caso foi concluído e o autor, que está preso na penitenciária de Dourados, indiciado por duplo feminicídio duplamente qualificado agravado pela morte do bebê de apenas um mês.

Ao site Dourados News, a delegada Paula Ribeiro,  responsável pelo caso, disse que investigação apontou que Maiana não reagiu às agressões que provocaram sua morte e a suspeita é de que a jovem estivesse dormindo e sob efeito de medicamentos, já que, apesar da violência, nenhum indício de resistência foi identificado pelos peritos.

Maiana e a filha, que tinha 1 mês, foram encontradas mortas a facadas no quarto de uma casa localizada na rua Humaitá, região do Jardim Água Boa, em Dourados.

O suspeito do crime, Marcos Fioravante Neto, era namorado de Maiana e pai da criança. Ele foi preso no final da tarde do dia 26 em Glória de Dourados.

Em depoimento à delegada da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), Paula Ribeiro, Marcos confessou o crime. Os assassinatos, segundo a delegada, ocorreram na noite do dia 25 e os corpos encontrados no final da manhã do dia seguinte.

“São várias versões divergentes, mas [ele] admitiu o crime. Fez isso no quarto quando estava com elas sozinho e disse que pretendia fugir até o litoral. O crime ocorreu na noite de domingo e após cometê-lo, teria deixado a casa já pensando como faria para escapar”, comentou Paula em entrevista ao Dourados News nesta tarde.

Ainda de acordo com a delegada, Marcos contou em seu depoimento que não havia utilizado drogas e estava com o estado emocional ‘normal’, mas teria dito que recebeu ‘ordem de cima’ para cometer o crime . Segundo a família, ele sofre de dependência de drogas e esquizofrenia.

Os dois se conheceram há algum tempo e o rapaz chegou a frequentar a casa de familiares da jovem. Ambos começaram o relacionamento após a jovem engravidar.

 

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...