Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Número de pessoas autuados por caça ilegal em 2017 surpreende

Foram aplicadas 116 mil em multas

​A PMA (Polícia Militar Ambiental) divulgou, nesta quinta-feira (22), balanço de autuações a caçadores, realizadas em 2017. Segundo a PMA, houve aumento de 75% no número de autuações, comparadas ao ano anterior.

Foram flagrados pelas autoridades, em 2017, 35 caçadores, enquanto em 2016, o número atingiu a marca de 30 caçadores multados pelo abate irregular de animais.

Também foram aplicados R$ 116 mil em multas, valor 113, 83% maior que em 2016, quando as multas aplicadas a caçadores em MS somaram R$ 54,2 mil.

Segundo as autoridades, o valor da multa é calculado pelo número de animais abatidos e, também, se estão ou não em lista de espécies em extinção ou Cities (Convenção sobre Comércio Internacional de Espécies da Flora e da Fauna em Perigo de extinção). O valor varia de R$ 500, para animais fora dessas listas, ou R$ 5 mil caso esteja em uma delas.

Segundo os militares, o número de autuados registrados neste balanço não significa, necessariamente, maior quantidade de ocorrências, pois, em alguns casos, os caçadores estão em grupo e todos são autuados individualmente.

Animais silvestres

Foram capturados, em 2017, 1.742 animais silvestres nos centros urbanos de MS, número 25% superior a 2016. Outras 521 aves foram vítimas de tráfico e resultaram na aplicação de R$ 290 mil em multas.

Segundo o balanço, o número de pessoas autuadas por manter animais silvestres em cativeiro pouco se alterou. Em 2017, 21 pessoas foram autuadas pela PMA, enquanto, no ano anterior, foram multadas 24 pessoas. As multas aplicadas em 2017 neste tipo de crime somaram R$ 263,8 mil.

Você pode gostar também