Júri de Nando é adiado para fevereiro de 2019 depois de sua internação em hospital

Foi internado para retirada da bolsa de colostomia

O julgamento de Luiz Alves Martins Filho, o Nando, acusado de ter cometido uma série assassinatos, no Danúbio Azul, em Campo Grande foi adiado desta quarta-feira (28) para fevereiro de 2019.

Nando foi internado nesta terça-feira (27) no Hospital Regional para a retirada da bolsa de colostomia, que usava, e estava muito debilitado para a realização do julgamento nesta quarta (28).

Segundo informações passadas pela promotoria, Nando estaria muito desorientado, sem condições de saúde para o julgamento que deve acontecer em fevereiro de 2019, com data a ser marcada ainda. Ele seria julgado nesta quarta pelo assassinato de Ana Cláudia Marques.

Os retos mortais de Ana Cláudia foram encontrados, no dia 22 de novembro de 2016, dois meses após seu sumiço, durante escavações no local apontado como um ‘cemitério’, no Jardim Veraneio, em Campo Grande. Ana é a segunda das 16 vítimas do esquema a ser enterrada.

Ossadas encontradas

1 – ‘Café’, que não teve o nome divulgado, foi morto por Jean, Michel e Nando e localizado em uma das primeiras buscas. Ele devia dois fretes no valor de R$ 170 para Nando.

2 – ‘Alemão’, morto há 4 anos por Jean, Nando e uma terceira pessoa ainda não identificada e também já foi encontrado. Ele vendeu para um integrante do grupo criminoso uma TV e usou o dinheiro para comprar drogas. Ao descobrirem que o aparelho era furtado, os criminosos mataram o rapaz.

3 – Bruno Santos da Silva, o ‘Bruninho’, foi assassinado em 2013 por Nando. Em 2009 ele teria agredido um sobrinho de Nando, que o estrangulou por vingança.

4 – Ana Cláudia Marques, de 37 anos, era mãe de 6 filhos e foi assassinada em setembro de 2015 por dívidas de drogas com o grupo.

5 – Jhennifer Luana Lopes, a Larissa, morta em março deste ano, aos 16 anos, por Nando e Michel porque praticava furtos.

6 – Lessandro Valdonado de Souza, de 13 anos, que foi assassinado porque flagrou uma traição da cunhada de Talita e convenceu ele a matar o menino.

7 – Aline Farias Silva, de 22 anos, morta por Michel Henrique Vilela Vieira, de 21 anos e Luiz Alves Martins Filho, de 49 anos, o Nando em março deste ano, depois de supostamente cometer furtos na região do Danúbio Azul, para trocar produtos por drogas.

8 – Adolescente Daniel Gomes Carvalho, de 17 anos, foi morto enforcado com uma correia de máquina de lavar por Claudinei Augusto Orneles Fernandes, 24, e Luiz Alves Martins Filho (49), o ‘Nando’.

9 –Jennifer Lima da Silva que sumiu aos 13 anos. Ela foi enforcada por Wagner, Jean e Nando, porque também praticava furtos no bairro para conseguir manter o vício em entorpecentes.

10 –Jennifer Larissa.

Júri de Nando é adiado para fevereiro de 2019 depois de sua internação em hospital
Mais notícias