Guerra entre facções seria causa de execução de rapaz encontrado carbonizado em Campo Grande

Dois suspeitos de cometer o crime no Nova Lima já foram presos

Uma das linhas de investigação da polícia para a execução do rapaz encontrado carbonizado dentro de um veículo Fiat Uno na região do bairro Nova Lima, em Campo Grande, seria a guerra entre facções criminosas.

Segundo o delegado Antônio Ribas, plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, outra linha de investigação seria um acerto de contas entre a vítima e os autores do crime.

Dois homens foram presos suspeitos de cometer o crime. Eles não tiveram os nomes revelados. Uma das prisões aconteceu na cada de um dos suspeitos, no bairro Tarsila do Amaral.

Ainda segundo o delegado, a vítima conhecia os autores, que serão interrogados, a fim de identificar os motivos para o crime. Equipes do GOI (Grupo de Operações e Investigações) prenderam um dos suspeitos pelo assassinato, que negaram envolvimento no crime. A irmã do rapaz teria feito a denúncia de seu desaparecimento.

O corpo do rapaz, que ainda não teve o nome revelado, foi encontrado na manhã deste domingo (18), dentro de um carro incendiado, com um arame enrolado no pescoço. Ele estava no banco traseiro do veículo.

Moradores da região encontraram o carro e chamaram a polícia por volta das 9 horas da manhã deste domingo (18).

 

 

 

 

 

Mais notícias