Grupo com mais de 30 pessoas faz arrastão em aldeias e homem acaba baleado

Segundo a polícia, as aldeias são as regiões mais violentas de Dourados

Um grupo com cerca de 30 pessoas realizou um arrastão na madrugada desta quinta-feira (26) na Reserva Indígena de Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande. Durante o uma casa foi alvejada a tiros e um homem acabou sendo baleado.

Segundo informações do site Dourados Agora, durante toda a madrugada os criminosos transitaram a pé, de bicicletas e de motocicletas pelas aldeias Bororó e Jaguari. Armados com foices, pedras, paus e revólveres, eles ameaçavam e assustavam os indígenas.

Um homem de 33 anos, acabou baleado na perna. Ele foi socorrido por amigos e encaminhado a unidade hospitalar de Dourados. A polícia investiga a autoria dos ataques.

Segundo a polícia, em feriados e fins de semana, é alto o consumo de bebidas alcoólicas e outras drogas na Reserva Indígena de Dourados, onde foram identificados dezenas de pontos de venda de entorpecentes na área que abriga a maior população nativa confinada no país, mais de 16 mil habitantes.

As aldeias, também, são consideradas alguns dos ‘bairros’ mais violentos do município.

Mais notícias