Funcionário alega que esfaqueou mecânico, mulher e criança para se defender

Rapaz alegou que agiu por impulso ao atingir mulher e criança

O rapaz de 22 anos que esfaqueou o patrão, um mecânico de 36 anos,a mulher e o filho, no Bairro Campo Nobre, em Campo Grande, no último dia (19), alegou legitima defesa em depoimento.

Acompanhado de advogado, ele disse que estavam em um momento de confraternização quando o patrão subitamente o atacou com uma faca. Ele ressaltou ainda que não sabe como atingiu a mulher e criança, e acredita que tenha sido por impulso.

O mecânico ficou internado na Santa Casa devido à gravidade da lesão, e recebeu alta no dia (25).

De acordo com o delegado Gustavo Bueno, responsável pela investigação, o suspeito deve continuar em liberdade provisória e outras testemunhas deveram ser ouvidas.

Caso

O crime aconteceu por volta das 17h, do último dia (19), quando o rapaz, de 22 anos, que trabalhava para a vítima como auxiliar de manutenção, conversava com o patrão na calçada. No local também estava a criança.

Momentos depois a mulher do mecânico ouviu gritos de socorro, e correu para fora de casa, encontrando o marido e o filho feridos. O mecânico conseguiu chegar até uma conveniência perto de sua casa para pedir ajuda. Vizinhos socorreram as vítimas.

Mais notícias