Envolvido em arrastão usando Veloster já tinha passagens por roubo, furto e ameaça

O dono do veículo e outro comparsa não possuíam passagens

Um dos envolvidos no arrastão em Campo Grande, usando um veículo Hyundai Veloster prata, na madrugada dessa quarta-feira (20), já é conhecido pela polícia devido à sua ficha criminal. ‘Neguinho’, 30 anos, já possui passagens por furto, roubo e ameaça.

Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, o desossador conhecido como ‘Neguinho’, 30 anos, foi abordado em sua residência, no Bairro Coophatrabalho. Ele confessou para os policiais que estava com outros dois comparsas praticando crimes em diversos pontos da Capital. Com ele foi encontrada uma das armas usadas nos roubos, o revólver calibre 22 que estava dentro de um guarda-roupas.

‘Neguinho’ possui passagens por furto em 2016. Em 2014, ele teve um registro por ameaça e no mesmo ano foi preso em flagrante por roubo majorado pelo emprego de arma.

Outro comparsa, o estudante de 22 anos, também morador do Bairro Coophatrabalho, não tinha passagens, conforme informações repassadas pela Polícia Militar. Com ele foi encontrada a arma calibre 38 que estava em um colchão.

Os policiais chegaram aos dois após localizar o dono do veículo Veloster, o estudante de classe média de 22 anos, que mora no bairro Center Park. Uma das vítimas procurou a delegacia e contou que teve seu estabelecimento roubado. Através de câmeras de segurança próximas a sua conveniência, a polícia conseguiu identificar a placa do carro e localizar o veículo que estava estacionado na casa do estudante.

Aos militares, eles contaram que antes de chegar até a conveniência localizada na Avenida Tamandaré, praticaram assaltos na Orla Morena e na Rua 13 de Maio. Ainda conforme informações policiais, eles confessaram que roubavam o que a vítima possuía, celular, dinheiro e outros pertences. O Veloster 2011/2012, custa em média R$ 45 mil. Ainda não há informações do valor roubado pelo trio.

Eles foram presos pelas equipes do Tático da 10ª e 11ª Companhia Independente da Polícia Militar com o apoio do Serviço de Inteligência da 5ª Companhia e encaminhados. O veículo foi apreendido e encaminhado para a Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos).

Mais notícias