Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

‘Irmãs do PCC’ têm prisão decretada por julgamento e morte de jovem do CV

Vítima foi semi decapitada

As duas jovens presas pela morte de Sorraira Cabritta Campos, de 24 anos, tiveram a prisão preventiva decretada nesta terça-feira (2), em Campo Grande, depois de passarem por audiência de custódia. O corpo foi encontrado na manhã de domingo (30), na região do bairro Zé Pereira.

Jéssica Moreira de 27 anos, conhecida como ‘Maliciosa do PCC’, e Lislie Silva Vargas, também de 27 anos, conhecida como ‘Natacha do PCC’ seriam batizadas na facção criminosa ocupando o cargo de ‘irmãs do PCC’.

A morte de Sorraira, conhecida ‘Morena do CV’ teria sido encomendada de dentro do presídio de Segurança Máxima, por um detento integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). O crime seria porque a vítima estaria ‘mapeando’ Jéssica para matá-la.

As duas ‘irmãs do PCC’ que moravam no bairro Tiradentes buscaram com a ajuda de um homem, ora chamado por elas de Junior, ora de Juliano, Sorraira em uma casa, no Núcleo Industrial, onde era mantida em cárcere privado.

Segundo Lislie a ordem do assassinato foi enviada e combinada por ligações e mensagens no WhatsApp pelo detento. Sorraira foi levada para uma área de mata, no bairro Zé Pereira e lá vários golpes foram desferidos contra ela, que teve a cabeça semi decapitada. A faca teria quebrado, e por isso, não conseguiram decapitar a vítima.

As duas mulheres foram detidas horas depois do crime, na mesma região do assassinato, em uma residência.

Após o assassinato, elas e o homem fugiram, mas tiveram de abandonar o carro usado para o crime porque o veículo acabou estragando no meio do caminho de volta. Então, chamaram um motorista de aplicativo e foram para uma boate, onde conheceram um outro homem e uma mulher. As autoras foram encontradas na casa do homem que haviam conhecido na noite anterior na boate.

 

 

 

 

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...