Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Antes de ser morta com tiro na cabeça, Yara foi agredida com socos na frente do filho

Jovem tentou correr atrás do autor, mas não conseguiu alcançá-lo

Yara Macedo dos Santos, de 30 anos, foi morta com um tiro na cabeça na frente do filho de 14 anos. O principal suspeito pelo crime, que aconteceu na tarde de segunda-feira (25), é o ex-marido da vítima. Ele está foragido.

Yara e o filho seguiam de bicicleta quando, no cruzamento das ruas Guiana com a México, no Parque das Nações I, em Dourados, o autor se aproximou em uma motocicleta e começou a agredir Yara com socos no rosto. Em seguida, ele sacou um revólver e efetuado o disparo que atingiu a mulher no rosto.

O adolescente ainda contou que chegou a correr atrás do autor, que estava na companhia de outra pessoa na motocicleta, mas não conseguiu alcançá-lo. Segundo o jovem, eles estavam em uma moto de cor escura, com os aros na cor-de-rosa.

Yara chegou a ser  socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levada para o Hospital da Vida, mas morreu por volta das 19h. Até a manhã desta terça-feira (26), o autor do crime ainda não havia sido preso.

Segundo familiares e amigos da vítima, o homem não aceitava o fim do relacionamento.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...