Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Acusado de matar a tiros peão de fazenda ao descobrir suposta traição é preso na fronteira

Crime aconteceu em 2016

Foi preso nesta quarta-feira (10), em Ponta Porã a 346 quilômetros de Campo Grande, Paulo Cézar Gonçalves de 36 anos, acusado do assassinato do peão de fazenda Vilmar Carlos Macena, em março de 2016. O crime teria sido motivado por uma suposta traição da esposa de Paulo com a vítima.

A prisão aconteceu em Ponta Porã, nesta quarta (10) depois que a polícia foi chamada para uma briga na residência de Paulo. Quando chegaram ao local foi checado no sistema, que havia um mandado e prisão em aberto contra ele, de Rio Brilhante, segundo o site Rio Brilhante em Tempo Real.

O crime aconteceu em março de 2016, em uma fazenda. Paulo teria descoberto uma suposta traição de sua esposa com o peão e foi tirar satisfação com ele em meio a uma lavoura de soja na propriedade rural.

Vilmar negou que estava tendo um caso extraconjugal com a esposa de Paulo. Ele tentou fugir, mas foi perseguido pelo autor que efetuou quatro disparos atingindo a cabeça, mãos, rosto e costas. Após o crime, o autor fugiu e se apresentou dois dias depois, sendo ouvido e liberado em seguida.

Quando decretada a sua prisão, Paulo fugiu e não foi localizado até a noite desta quarta (10), em Ponta Porã.

 

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...