Vítima de execução e esquartejamento na fronteira é identificada

O homem tinha 37 anos

Foi identificado como Ramirez Chaves Americo, de 37 anos, o homem encontrado morto na manhã desta quarta-feira (22) em Ponta Porã, cidade a 346 quilômetros de Campo Grande. De nacionalidade paraguaia, ele teria sido sequestrado e executado no Paraguai, em Pedro Juan Caballero.

As informações, levantadas pelo site Porã News, dão conta que Ramirez teria sido sequestrado no território paraguaio, executado e depois o corpo foi levado para Ponta Porã. Ele tinha passagem pela polícia por homicídio e a suspeita é de que seria pistoleiro, ou seja, contratado para execuções.

Os autores do crime esquartejaram a vítima e colocaram as partes do corpo em sacolas de lixo pretas, que foram deixadas na calçada da Rua João Gualberto Cabral.

Moradores acionaram a Polícia Militar, que confirmou o caso e manteve o local isolado até a chegada da Polícia Civil e Polícia Técnica. O corpo foi recolhido e levado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) e o caso é investigado.

Mais notícias