Suspeito de assaltar só mulheres é preso e solto logo em seguida

Há pelo menos três meses

Um homem de 31 anos foi preso com produtos roubados de mulheres em Anastácio, cidade a 140 quilômetros de Campo Grande, na tarde desta terça-feira (14). Ele é suspeito de praticar roubos contra mulheres em Aquidauana e Anastácio há pelo menos três meses.

Mesmo preso com os produtos dos roubos, ele foi liberado da delegacia e irá responder em liberdade. O modo em que o autor agia era sempre o mesmo: em um moto preta e de forma violenta.

Segundo a Polícia Militar, o suspeito já vinha sendo monitorado. Com as características repassadas pelas vítimas, policiais da Agência Local de Inteligência (reservado da PM), chegaram ao paradeiro do homem.

Segundo o site JNE Diário, ele foi preso enquanto tentava furtar algo no bagageiro de uma Honda Biz em frente a uma academia em Aquidauana, na tarde desta terça. Ao perceber, ele fugiu em sua moto, porém, uma equipe da Radiopatrulha de Anastácio o prendeu posteriormente.

Ao ser questionado sobre a onda de roubos e furtos, ele confirmou aos militares que era responsável somente por alguns casos.

Em sua casa, na qual a polícia entrou com a autorização da esposa do autor, foram encontrados celulares, carteiras femininas, documentos e cartões de bancos de uma das vítimas, que foi furtada no último domingo.

Ele foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de Anastácio junto com os objetos, porém, foi liberado pouco tempo depois porque não houve flagrante. Ao menos cinco mulheres já procuraram a delegacia por causa de roubos de bolsas e celulares mediante violência.

“Mesmo sendo constatado que os produtos encontrados na casa do Paulo são furtados ou roubados, ele é o autor desses crimes que já aconteceram, o que não caracteriza situação de flagrante. Se ele fosse um receptador, ocultando os objetos, ele entraria no flagrante de receptação, como ele é o próprio autor do crime, que continuou com as coisas, não configura flagrante”, disse o delegado titular da Delegacia de Polícia Civil de Anastácio, Antonio Souza Ribas Júnior. 

Mais notícias