Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Marinha diz que oficiais presos em MS estão à disposição da Justiça Federal

Oficiais foram flagrados com 5 armas e mais de mil munições 

A Marinha do Brasil recebeu a informação da prisão de três tenentes, com armas e munições sem registro, e por intermédio do Comando em Chefe da Esquadra, pontuou que os oficiais estão à disposição da Justiça Federal. Apesar de acompanhar a situação, a investigação do caso não será realizado pela Marinha.

Os oficiais, dois de 28 e um de 29 anos, foram presos pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) em Rio Brilhante, a 158 km de Campo Grande, por associação criminosa e tráfico internacional de armas.

A nota confirma que o trio continua preso em Dourados e recebe apoio do Comando do 6º Distrito Naval.

A prisão

Os três militares viajavam em um ônibus da Viação Mota, linha Ponta Porã/MS – São Paulo/SP , quando foram abordados pela PRF (Polícia Rodoviário Federal), por volta das 19h.

Eles se identificaram como Oficiais da MB e afirmaram que tinham como destino a cidade do Rio de Janeiro.

Em princípio, apenas um admitiu estar armado, porém, como não tinha o registro da arma, uma revista minuciosa na bagagem de mão e assento foi iniciada. Militares não possuíam malas no bagageiro do ônibus.

Em revista pessoal, no segundo oficial foi encontrada mais uma arma em sua cintura. O terceiro oficial tentou esconder outra arma, desmontada, por dentro do assento onde estava. Posteriormente, foram encontradas duas espingardas calibre 12.

Os tenentes disseram, inicialmente, que adquiriram as armas para defesa pessoal, em função de ameaças sofridas no estado carioca.

Os três portavam a Identidade Militar, a qual foi confirmada junto à Marinha, por meio do contra-almirante Barros Coutinho, do 6º Distrito Naval de Ladário. Houve contato com a 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada de Dourados que providenciou um Oficial do Exército Brasileiro para acompanhar o flagrante.

Presos foram conduzidos para a Delegacia da Polícia Federal de Dourados. O trio foi enquadrado por tráfico internacional de arma de fogo e associação criminosa.

Relação do material apreendido:

– 02 (duas) Espingardas cal. 12, número de série raspado, marca BOITO.
– 03 (três) Pistola 9mm, número de série rapasda, marca Glock.
– 08 carregadores de Pistola cal. 9mm.
– 260 munições cal. 12
– 100 munições cal .40 Winchester.
– 900 munições cal. 9mm.
– 02 coldre para pistola.
– 01 case para arma longa.
– 01 bandoleira.
– 02 placas balísticas para colete.
– 04 acessórios para cal. 12

(Matéria editada às 13h30 para correção de informações)

Você pode gostar também