Envolvido no assassinato de casal morre em troca de tiros com a polícia

Um comparsa conseguiu fugir

Diogo André dos Santos Almeida, de 19 anos, suspeito de envolvimento na morte do  ex-vereador Cristóvão Silveira e sua esposa, Fátima Silveira, morreu em uma troca de tiros com a polícia na tarde desta quarta-feira (19) em Corumbá, cidade a 428 quilômetros de Campo Grande. Ele é sobrinho do caseiro  Rivelino Mangelo, 45.

De acordo com o site Diário Corumbaense, a Polícia Militar e Civil fizeram um cerco nesta tarde, aos dois suspeitos do duplo homicídio ocorrido na Capital.

Os policiais tentavam localizar os dois indivíduos que foram durante a madrugada para Corumbá com o veículo do casal, uma caminhonete Triton L200, que seria levada para a Bolívia. 

A Polícia Militar abordou a dupla na BR-262, a um quilômetro do posto fiscal do Lampião Aceso. Segundo a polícia, houve perseguição e na fuga, os dois saíram da pista e o veículo foi parar em um barranco. Após o capotamento, os dois conseguiram fugir.

Já na tarde desta quarta, equipes mistas da PM e Civil cercaram dois suspeitos na estrada da Bocaina, próximo a saída para a BR-262. Durante a abordagem,  troca de tiros e Diogo André dos Santos Almeida, de 19 anos, sobrinho do caseiro Rivelino Mangelo, envolvido no crime, foi baleado. 

Ele foi socorrido pelos  policiais, mas chegou morto à Santa Casa de Corumbá. A Polícia mantém o cerco na região da Bocaina para prender o comparsa de Diogo. 

Mais notícias