Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Depois de 15 meses, acusados de homicídio vão a julgamento na Capital

Crime aconteceu em maio de 2015

Foram a julgamento na manhã desta quarta-feira (24), em Campo Grande Adison Martinez Jarcem e Gerson Ferreira acusados de assassinarem com um tiro, no dia 17 de maio de 2015, o estudante George Barros da Silva, de 21 anos, em Campo Grande, no Jardim Noroeste.

Durante o julgamento Gerson negou qualquer participação no crime afirmando que não teria emprestado sua motocicleta para que o outro acusado, Adison Martinez, cometesse o assassinato.

Ainda de acordo com o depoimento de Gerson, ele teria sido apontado pelos familiares da vítima como autor, depois de um BO registrado contra George, em 2014, feito por Gerson. O acusado afirma que o boletim de ocorrência feito seria depois que vítima teria tentado roubar sua motocicleta, momento em que Gerson teria atropelado George que efetuou disparos de revólver contra o acusado.

Ainda durante o julgamento, o outro acusado do homicídio Adison negou qualquer participação no assassinato, afirmando que na hora do crime estava na casa de sua mãe e que uma amiga teria avisado sobre o homicídio.

De acordo com o juiz, Aluízio Pereira dos Santos, os acusados foram qualificados com base no depoimento de testemunhas. A sentença deve sair até o fim do dia.

O crime

No dia 17 de maio, George Barros da Silva foi morto a tiros, na frente de uma conveniência, no Jardim Noroeste, por Alisson Martinez Jarcem, de 22 anos, o 'Didiei', e Adison Martinez Jarcem, de 20 anos, o 'Pequeno'.

Segundo o delegado, a ex-mulher de Alisson, que estava separada dele havia um ano, iniciou relacionamento com George, fato que motivou o crime. De acordo com a polícia, os irmãos chegaram em uma motocicleta na conveniência onde a vítima estava sentada e efetuaram vários disparos.

Alisson, o 'Didiei', foi preso no Jardim Panorama e portava um revólver calibre 38. Ainda segundo o delegado Nagata, Alisson e o irmão Adison ainda são suspeitos de terem cometido outro homicídio no Jardim Noroeste, em janeiro deste ano. Segundo a polícia, 'Pequeno' foi preso no dia 26 de junho, enquanto dormia em casa e, com ele, também foi apreendido um revólver calibre 38, que estava escondido embaixo do colchão.

Conforme informações da polícia, os irmãos têm várias passagens desde adolescentes. Alisson já foi autuado por furto, posse irregular de arma, roubo, lesão corporal, evasão mediante violência e desacato quando adolescente. Depois dos 18 anos, ele já foi detido por tráfico de drogas e tentativa de homicídio. O irmão, Adilson, tem passagens por furto, vários roubos, porte ilegal de arma, tráfico de drogas e lesão corporal quando adolescente e, após a maioridade, já foi autuado por lesão corporal e ameaça.

 

 

Você pode gostar também