Força Nacional não confirma desaparecimento de indígenas em MS

Polícia tenta controlar situação em Coronel Sapucaia

A Força Nacional de Segurança permanece em Coronel Sapucaia, distante 380 quilômetros de Campo Grande. Os policiais da Força, lotados na 3ª Companhia Independente da Polícia Militar de Amambai, município vizinho, estão no local desde sexta-feira (26). Uma fazenda foi ocupada por indígenas no dia 22 de junho e, desde então, o clima no local é tenso.

Segundo o comandante e major Dominoni, a Força Nacional faz uma patrulha rural e também rondas ostensivas pela região. Ainda de acordo com o major, apesar da tensão no local, a situação está tranquilizada pela presença da polícia.

O coordenador do Cimi (Conselho Indigenista Missionário), Flávio Vicente Machado, havia declarado que três indígenas e um bebê estavam desaparecidos, fato que não foi confirmado pela polícia. “Isso parece uma briga interna entre a Cimi, o procurador Federal esteve no local de conflito e não confirma os desaparecimentos”, afirma o major Dominoni.

Ainda segundo o major, a Força Nacional estará à disposição por um período de 90 dias, podendo estender até 120 dias para conter a situação em Coronel Sapucaia. 

Força Nacional não confirma desaparecimento de indígenas em MS
Mais notícias