Casal acusa seguranças de casa noturna chique de agressão em Campo Grande

A vítima disse que levou um choque e uma ‘gravata’ de um dos seguranças

Casal procurou a polícia para registrar uma agressão sofrida em uma casa noturna de Campo Grande. O fato aconteceu na madrugada desta sexta-feira (5). Por volta das 2h20, policiais da 5ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar) foram abordados por um casal na Rua Euclides da Cunha, região central da cidade, para reclamar que foram agredidos por seguranças de uma casa noturna nas proximidades.

Os dois disseram para os militares que levaram choque e o rapaz uma ‘gravata’ de um dos seguranças do estabelecimento porque queria conferir a comanda de controle e o gerente não quis fornecer.

Eles disseram que houve uma discussão e, em seguida, uma briga e foram retirados do local. Os policiais da 5ª CIPM foram até a casa noturna e conversaram com a gerente, que a princípio disse que o proprietário não estava e que não permitia a entrada.

A polícia entrou no local e todos os seguranças foram detidos e encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro. O dono da boate, de 29 anos, disse que era o cliente que estava alterado desde que entrou na casa noturna e se recusou a fazer o cadastro, exigido a todos os frequentadores.

Ainda segundo o proprietário, ele estava procurando confusão e embriagado. O dono disse que há sete meses que a boate está em funcionamento e nunca teve problemas e que a polícia não tinha motivos para agir dessa forma.

Na delegacia foi feito o registro de lesão corporal.

Mais notícias