Mulher guerreia, você é show!

Luciana Rondon*

Mulher guerreia, você é show!
Luciana Rondon

Gostaria de iniciar o meu texto parabenizando a todas nós mulheres. Entramos no mês de março onde temos a oportunidade para exaltarmos nossas conquistas e realizações, estas que iniciaram na primeira metade do século XIX, na Inglaterra e nos EUA, tendo como objetivo principal, a conquista dos direitos civis como o de votarmos e termos acesso ao ensino superior. Na década de 60, esta força sociopolítica ressurgiu nos EUA, com reivindicações mais amplas, como o direito à sexualidade (contracepção, cuidados pré-natais com qualidade, autonomia, a integridade do nosso corpo) e a busca da igualdade ao homem no mercado de trabalho como os direitos trabalhistas incluindo a licença maternidade, salários iguais, etc.

Deveríamos aproveitar este momento como um estímulo a mais para continuarmos nossa caminhada e nossa luta  na conquista do  nosso espaço  e de nossos direitos e buscar a cada dia fortalecer nossa autoestima e nossa independência financeira, reconhecer nossa importância na vida, na sociedade, na família, no trabalho, na escola, etc.

Com tantas definições para nós, mulheres; contemporâneas, do século XXI, talentosas, poderosas, virtuosas, acabei escolhendo para o título deste texto MULHERES GUERREIRAS, ou seja, mulheres que estão sempre em ação, enfrentando uma maratona na batalha do dia a dia com a multiplicidade de papéis e funções como o da MULHER mãe, dona de casa, profissional, amante, família, aluna, amiga e voluntária. Como mães, por exemplo, muitas desempenham diversas funções como o da provedora, educadora, cuidadora, motorista, etc. Sabemos que o acúmulo de tarefas não são nada fáceis.

A mulher guerreira que estou aqui me referindo não enxerga sua vida como um fardo, sacrificante e que tudo parece  ser difícil, mas sim, vê a vida como uma grande oportunidade, com desafios a serem vencidos, resultados a serem alcançados, alegria da vitória pela realização de suas metas cumpridas e de poder ver um sorriso estampado no rosto das pessoas que de alguma forma ela contribui com suas atividades. Ela entra na batalha para vencer com foco, autoconfiança, atitude e constantemente busca sua força interior para enfrentar os seus inimigos como os obstáculos, a violência, a indiferença, o preconceito, as frustrações e as decepções que todos estamos sujeitos a passar.

Um  guerreiro, uma guerreira quando vai para a batalha, se prepara, cria estratégias e leva consigo alguns instrumentos imprescindíveis como a autoconfiança, o planejamento, foco, coragem, inteligência emocional, flexibilidade e organização.

 

Mulheres guerreiras, virtuosas, poderosas  caminhe pela vida com o esplendor de sua existência, porque você é show!

 

Um forte abraço carinhoso.


* Luciana Rondon – Palestrante e consultora empresarial

www.lucianarondon.com.br

 

Mulher guerreia, você é show!
Mais notícias