Mundo

Rússia inicia 3ª fase de testes da Sputnik Light com dose única contra Covid-19

Neste sábado (27), a Rússia iniciou a terceira fase dos testes da vacina Sputnik Ligth contra a Covid-19 com dose única.

Dândara Genelhú Publicado em 27/02/2021, às 14h32

Foto: Reprodução.
Foto: Reprodução. - Foto: Reprodução.

Neste sábado (27), a Rússia iniciou a terceira fase dos testes da vacina Sputnik Ligth contra a Covid-19 com dose única. Até o momento, o laboratório russo já exporta a Sputnik V, imunizante de duas doses.

Assim, cerca de 500 pessoas voluntárias participam dos testes em Moscou. As informações são da agência internacional EFE. A representante do Departamento de Desenvolvimento Social de Moscou, Anastasía Rákova, afirmou que “o número de voluntários deve aumentar assim que os primeiros imunizados cumprirem as etapas do teste”.

Assim, o país ainda não possui uma data para iniciar a produção da Sputnik Light. Ainda neste sábado, o diretor do Centro Gamaleia, Denis Logunov, destacou que a aplicação da segunda dose da Sputnik V está se mosntrando eficaz contra as variantes do coronavírus.

Já foram testadas variantes aa África do Sul e no Reino Unido. Por fim, a Reuters disse os resultados do estudo devem ser publicados em breve.

Sputnik no Brasil

Em 20 de fevereiro, o Ministério da Saúde anunciou que deve facilitar a importação de mais duas vacinas para o Brasil. Ou seja, a pasta pretende trazer os imunizantes antes mesmo da aprovação da Anvisa.

Então, em publicação do Diário Oficial da União, foi divulgada a dispensa de licitação da vacina russa Sputnik V e da indiana Covaxin. De acordo com o Ministério, a medida é para acelerar o processo de compra.

Assim, o país deve importar 10 milhões de doses da vacina russa, que vão custar R$ 693 milhões. Por fim, o governo já adiantou que as importações acontecerão em três lotes: 400 mil unidades devem chegar em março, 2 milhões em abril e 7,6 milhões doses em maio.

Jornal Midiamax