Paraguai registra mais de 70 casos de violência doméstica por dia

De janeiro a dezembro do ano passado, foram feitas 25.953 denúncias.  Caso mais recente aconteceu nesta quinta-feira (18), em Pedro Juan Caballero

Dados do Ministério Público do Paraguai revelam que, durante o ano passado, a cada dia 70 pessoas foram vítimas de violência doméstica. Alguns desses registros também mostram que a situação acabou evoluindo para denúncias de feminicídio. O caso mais recente aconteceu na última quinta-feira (18), em Pedro Juan Caballero.

Na ocorrência de Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, uma mulher identificada como María del Carmen Díaz, 24, foi vítima de uma tentativa de feminicídio cometida pelo ex-marido, Ronaldo Insaurralde, de 29 anos. Em seguida ele acabou tirando a própria vida.

A ação foi registrada por câmeras de segurança. A vítima estava no balcão do estabelecimento localizado na Avenida Carlos Dominguez, entre as ruas General Bruguez e Cerro Léon, quando Ronaldo chega ao local. Ele vai até onde a vítima está e inicia uma discussão com ela que, assustada, chega a colocar o celular debaixo do balcão.

Entretanto, apesar dos fatos ocorridos em Pedro Juan Caballero, a cidade não lidera o ranking de registro de denúncias de violência doméstica. A maior parte está concentrada no Departamento Central, com 9.715 casos. Em seguida aparece Assunção, capital do Paraguai, com 3.621 ocorrências.

Em seguida aparecem Caaguazú, com 1.435 casos, Itapúa com 1.304, Cordilheira com 1.150, San Pedro com 968, Amambay com 673, Misiones com 615, Paraguarí com 563, Canindeyú com 550, Concepción com 548 e Presidente Hayes com 501 casos.

Paraguai registra mais de 70 casos de violência doméstica por dia
Mais notícias