Mesmo fechada, Disney cede espaço e vira ponto de vacinação

Parque temático abriu parte da área de estacionamento 'Toy Story'

A lância, parque que se tornou ícone de turismo em todo o mundo, está de portas fechadas por conta da pandemia do coronavírus. No entanto, o local cedeu espaço para ser ponto de vacinação contra a doença. Há cerca de 9 meses, alguns hotéis luxuosos dos também entraram na rede de solidariedade e começaram a abrigar médicos e enfermeiras que atuam na linha de frente no combate à pandemia.

Há cinco meses, o Aeroporto Internacional de São Francisco inaugurou o primeiro posto de teste rápido de coronavírus num terminal dos EUA, segundo o portal Extra. O coronavírus, que matou 400 mil americanos e infectou outros milhões, deixou a indústria do turismo de joelhos. O setor, então, se engajou nas ações para o controle da pandemia, que pode dar uma sobrevida aos negócios com a volta dos turistas.

Segundo o noticiário, a lândia está fechada desde meados de março, mas, desde a última quarta-feira, uma parte da área de ‘Toy Story’ está lotada.

Profissionais de saúde e residentes locais com mais de 75 anos fizeram ali uma fila no primeiro dos cinco postos de vacinação de Condado de Orange, na Califórnia. Andrew Do, presidente do conselho de supervisores do Condado de Orange, diz que em breve serão capazes de vacinar sete mil pessoas por dia no local.

Além de fornecer o espaço, a Walt Co. está fornecendo alguma assistência em termos de pessoal para o atendimento. Como houve filas, as autoridades no local alertaram sobre uma possível escassez futura. No entanto, a Califórnia esta semana afrouxou algumas restrições sobre a elegibilidade da vacina numa tentativa de acelerar a imunização no estado.

Mesmo fechada, Disney cede espaço e vira ponto de vacinação
Mais notícias