Mundo

Manifestantes no Paraguai pedem saída do presidente e entram em confronto com a polícia

Confrontos entre manifestantes e polícia em frente ao Congresso Nacional em Assunção no Paraguai são registrados na noite desta sexta-feira (05). A população protesta contra a má gestão do governo diante da crise na saúde causada pelo coronavírus. Os confrontos continuam por várias horas e há informação de um incêndio no Ministério das Finanças, além […]

Diego Alves Publicado em 05/03/2021, às 21h32 - Atualizado às 21h36

Foto: Fernando Calistro
Foto: Fernando Calistro - Foto: Fernando Calistro

Confrontos entre manifestantes e polícia em frente ao Congresso Nacional em Assunção no Paraguai são registrados na noite desta sexta-feira (05). A população protesta contra a má gestão do governo diante da crise na saúde causada pelo coronavírus.

Os confrontos continuam por várias horas e há informação de um incêndio no Ministério das Finanças, além de danos em instalações comerciais e automóveis, publicou o site Ultima Hora.

A manifestação contra a gestão do Governo de Mario Abdo Benítez saiu do controle nesta sexta-feira, após os ataques de um grupo de cerca de 20 pessoas contra a polícia.

A olícia não conseguiu controlar os distúrbios e começou a reprimir duramente todos os manifestantes com gás lacrimogêneo, balas de borracha e jatos d’água. Várias pessoas ficaram feridas, incluindo policiais.

O ministro do Interior, Arnaldo Giuzzio, disse que a situação está praticamente sob controle, mas mesmo assim ainda há pessoas que continuam se reagrupando e atacando policiais em todo o microcentro de Assunção.

O Arcebispo de Assunção fez um pedido especial à Polícia: “Por um lado, este apelo significa pedir à Polícia Nacional que pare de disparar as balas de borracha. E aos jovens que também parem de atirar pedras para que a população se acalme ”. (Informações, Última Hora)

Jornal Midiamax