Mundo

Ex-presidente da França é condenado a 3 anos de prisão por suborno e tráfico de influência

O ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy, foi condenado nesta segunda-feira (1) a três anos de prisão, com dois de suspensão, pelos crimes de tentativa de suborno a um juiz e por usar sua prerrogativa política para exercer tráfico de influência. Sarkozy foi presidente francês entre 2007 e 2012, e atualmente está ‘aposentado’ da política. Ele […]

Danielle Errobidarte Publicado em 01/03/2021, às 11h09

Ex-presidente liderou França entre 2007 e 2012 (Foto: EFE/Ian Lagsdon)
Ex-presidente liderou França entre 2007 e 2012 (Foto: EFE/Ian Lagsdon) - Ex-presidente liderou França entre 2007 e 2012 (Foto: EFE/Ian Lagsdon)

O ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy, foi condenado nesta segunda-feira (1) a três anos de prisão, com dois de suspensão, pelos crimes de tentativa de suborno a um juiz e por usar sua prerrogativa política para exercer tráfico de influência.

Sarkozy foi presidente francês entre 2007 e 2012, e atualmente está ‘aposentado’ da política. Ele negou qualquer irregularidade, disse que foi vítima de uma “caça às bruxas” de promotores financeiros que usaram meios excessivos para “bisbilhotar seus negócios”.

No julgamento, os promotores convenceram os juízes de que o ex-presidente se ofereceu para garantir um emprego com bons benefícios, em Mônaco, para o juiz Gilbert Azibert, em troca de informações confidenciais. Na época, durante sua campanha presidencial em 2007, ele foi acusado de aceitar pagamentos ilegais da herdeira do L’Oreal, Liliane Bettencourt.

Conforme os promotores, o escândalo veio à tona após escutas telefônicas serem reveladas entre Sarkozy e seu advogado, Thierry Herzog, depois que o ex-presidente deixou o cargo.

*(Com informações da CNN Brasil e Reuters)

Jornal Midiamax