Mundo

Cocaína paraguaia avaliada em mais de US$ 540 milhões de dólares é apreendida na Europa

Contêineres com 27 toneladas de cocaína foram apreendidos no porto de Antuérpia, na Bélgica

Quantidade apreendida superou as 23 toneladas apreendidas também na Bélgica
Quantidade apreendida superou as 23 toneladas apreendidas também na Bélgica - Reprodução

O narcotráfico paraguaio é novamente o alvo das atenções na Europa. Nesta quarta-feira (8) as autoridades policiais divulgaram a apreensão de mais uma carga recorde de cocaína no porto de Antuérpia, na Bélgica. Segundo investigações, as 27 toneladas da droga foram enviadas pelo Paraguai em contêineres, que fizeram escala em Buenos Aires.

A Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) e o procurador Eduardo Royg já investigam o novo caso que é semelhante à apreensão anterior de 23 toneladas de cocaína que foram transportadas em latas de tintas e interceptadas no mês passado.

Os jornais belgas como o Le Soir, repercutiram a nova apreensão, destacando que a apreensão foi possível através de uma investigação à rede de comunicações utilizada por um grupo criminoso.  

Fontes policiais consultadas pelo Midiamax e que atuam na repressão ao tráfico na fronteira de Mato Grosso do Sul, revelam que o preço médio da cocaína no mercado internacional está avaliado em US$ 20 mil dólares o quilo e estimaram o valor total da carga aprendida na Bélgica em mais US$ 540 milhões de dólares.

As investigações revelam que os contêineres podem ter saídos do porto de Villeta, no Paraguai em direção à Argentina, conforme dados do ABC Color. De lá, no dia 28 de fevereiro, seguiram para a Europa, segundo documento divulgado pelo portal argentino El Disenso. 

Jornal Midiamax