Uma semana após explosão, Beirute é palco de protestos na terça

Manifestantes se posicionam contra classe política e crise econômica

A capital do Líbano, Beirute, foi palco de novos protestos que ocorreram nesta terça-feira (11), as manifestações tem como principal alvo o governo libanês e se intensificou após a megaexplosão que deixou 200 mortos e fez com que o primeiro-ministro, Hassan Diab, renunciasse seu cargo.

De acordo com o G1, manifestante fizeram barricadas e entraram em confronto com policiais, que formaram barreiras nas ruas de Beirute para tentar barrar o grupo de manifestantes durante o trajeto até o Parlamento libanês.

As manifestações contra o governo já ocorriam no Líbano, os manifestantes saem as ruas para se posicionarem contra a classe política e a crise econômica vivida no país, como publicou o G1.

No ano passado, uma série de manifestações foi responsável pela queda do então premiê, Saad Hariri, antecessor de Diab.

Hoje, uma semana após a explosão, milhares de pessoas marcharam próximas ao local onde a tragédia ocorreu. Um minuto de silencia foi realizado no exato instante em que se completou uma semana da explosão.

Vídeos divulgados pelo jornal The New York Time mostram momentos dos protestos que ocorreram ao longo da semana.

Uma semana após explosão, Beirute é palco de protestos na terça
Mais notícias