Sobrinho de Pablo Escobar encontra R$ 100 milhões em parede de apartamento que era do tio

No esconderijo também estavam uma máquina fotográfica, uma caneta de ouro e telefones por satélite

Um sobrinho de Pablo Escobar, Nicolás Escobar, encontrou uma parede secreta no apartamento onde mora, que um dia pertenceu ao tio. Dentro, estava escondido um saco de dinheiro, com a quantia equivalente a mais de R$100 milhões.

A quantia foi achada 27 anos após a morte do lendário chefe do tráfico, em Medellin, na Colômbia. As notas somam US$18 milhões, mas Nicolás não poderá usar o dinheiro porque elas estão deterioradas pelo tempo.

Ele afirmou à Rede BBC que mora há cinco anos no apartamento e disse ter uma “visão” que o fez encontrar o esconderijo. Além do saco de dinheiro, estavam guardados uma máquina de escrever, telefones por satélite, uma caneta folheada a ouro, uma câmera fotográfica e um filme com fotos ainda não reveladas.

“Toda vez que eu me sentava na sala de jantar e olhava na direção da garagem, eu via uma aparição entrando lá e depois sumindo. O cheiro dentro do esconderijo era horrível. Cem vezes pior do que um corpo em decomposição”, contou ele à TV local.

Nicolás lembrou que já foi sequestrado e torturado por inimigos de Pablo que procuravam o esconderijo do chefe do tráfico. “Eles me mantiveram em cativeiro por sete horas”, afirmou.

(Com informações do portal de notícias UOL)

Sobrinho de Pablo Escobar encontra R$ 100 milhões em parede de apartamento que era do tio
Mais notícias