Universidade de Oxford retoma testes de vacina contra Covid-19

No Brasil, Anvisa precisa autorizar retomada

A Universidade de Oxford, no Reino Unido, anunciou neste sábado (12), que retomou os testes da vacina produzida em parceria com o laboratório AstraZeneca contra a . Uma “reação adversa séria” em uma paciente paralisou os trabalhos na terça-feira (8).

Segundo a CNN Brasil, a (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ainda precisa autorizar a retomada no Brasil. Os estudos estavam na terceira fase, de testes em voluntários.

Pelo menos 18 mil pessoas em todo o mundo estavam participando dos testes. Uma mulher britânica teve uma inflamação na medula causada por uma infecção.

Um comitê independente avaliou que essa doença não é uma reação à vacina, portanto, autorizou a volta dos testes. Ainda não há data para isso ocorrer.

Universidade de Oxford retoma testes de vacina contra Covid-19
Mais notícias