Johnson & Johnson pausa estudos de vacina após voluntario ter ‘doença inexplicada’

Os testes da vacina contra o novo coronavírus entrariam na fase de teste com 60 mil voluntários, inclusive brasileiros

A Johnson & Johnson interrompeu os estudos de sua vacina contra o novo coronavírus após um dos voluntários do estudo ter contraído uma doença. A vacina já estava entrando em sua terceira fase de estudo, ou seja, na fase de testes.

Ao todo seriam 60 mil voluntários, incluindo no Brasil, que receberiam doses da vacina, agora todo o cronograma foi pausado. A J&J confirmou a pausa nos estudos e afirmou que a medida foi tomada por conta de um voluntário que ficou doente, “uma doença inexplicada em um participante do estudo”.

Conforme publicado no portal americano Stat News, o sistema utilizado para inscrever paciente foi fechado.

Outra medida tomada pela empresa foi convocar o conselho de monitoramento de dados e segurança, um órgão independente comitê que zela pela segurança dos pacientes no ensaio clínico.

Apesar de confirmar a pausa e revelar que um voluntário adoeceu, a empresa não repassou mais informações sobre seu estado de saúde. “Devemos respeitar a privacidade deste participante. Também estamos aprendendo mais sobre a doença desse participante e é importante ter todos os fatos antes de compartilhar informações adicionais”.

A J&J afirmou que eventos adversos como doenças, acidentes e outros resultados médicos já são esperados ao longo dos estudos.

Johnson & Johnson pausa estudos de vacina após voluntario ter 'doença inexplicada'
Mais notícias