Incêndio em zoológico na Alemanha mata mais de 30 animais

Segundo a polícia, a causa do incêndio foram balões chineses, tipos de fogos de artifício que são proibidos na Alemanha

Na madrugada desta quarta-feira (01) um incêndio atingiu a jaula dos macacos de um zoológico no oeste da Alemanha e matou mais de 30 animais que estavam dentro.

O zoológico fica na cidade de Krefeld, perto da fronteira com a Holanda. As primeiras investigações da polícia apontam que balões chineses, tipos de fogos de artifício proibidos na Alemanha, mas ainda muito populares durante o réveillon, teriam causado a tragédia no zoológico da cidade.

Apenas dois macacos sobreviveram às chamas, segundo informou o zoológico. Os bombeiros conseguiram salvar uma jaula anexa só para gorilas, que tem sete animais e não foi atingida. No entanto, a imprensa alemã noticiou que Massa, de 48 anos, o mais velho gorila-das-montanhas do programa europeu de reprodução de espécies ameaçadas de extinção, morreu nas chamas. Entre os animais mortos há ainda chipanzés e orangotangos.

Fogos de artifício

“Nossos piores medos se tornaram realidade”, disse o zoológico nas redes sociais. A Alemanha é o maior importador de fogos de artifício da UE. E seu uso é alvo de debate anualmente no país. O santuário dos macacos em Krefeld foi criado em 1975 e se tornou, ao longo dos anos, o lar de orangotangos, chimpanzés e gorilas, entre outros animais.

Após a tragédia no zoológico de Krefeld, a Associação Alemã para a Proteção de Animais criticou as consequências negativas do uso de fogos de artifício no Ano Novo para os animais e exigiu a criação de zonas de segurança.

Mais notícias