Homem baleado próximo a Casa Branca estaria planejando ataque

Testemunhas informaram que ele estaria ameaçando pessoas no local

O homem baleado por um agente do Serviço Secreto próximo a Casa Branca, na noite desta segunda-feira (10), pretendia cometer um ataque. O tiro foi disparado durante uma coletiva de impressa, onde participava o presidente .

Jornais locais identificaram o homem que levou o tiro como Myron Berryman, de 51 anos. Conforme publicado pelo portal Terra, relatos revelam que Myron estava ameaçando pessoas em um local próximo a Casa Branca.

A vítima do tiro foi hospitalizada e permanece internada com ferimentos graves. Autoridades informaram que Myron poderá responder acusações de agressão federal.

O caso

O chefe da Divisão do Serviço Secreto, Tom Sullivan, informou que ontem (10), Berryman abordou um policial há poucos quarteirões da Casa Branca, dizendo que estava armado.

No momento da abordagem, ele teria realizados movimentos agressivos em direção ao policial e, segundo Tom Sullivan, parecia pronto para atirar, fazendo com que o agente agisse em defesa.

O disparo ocorreu no exato momento em que iniciava uma coletiva de imprensa sobre a pandemia causada pelo novo coronavírus. Coletiva que foi interrompida e depois retomada.

Homem baleado próximo a Casa Branca estaria planejando ataque
Mais notícias