Coronavírus: Rússia vê mais de mil novos casos no final de semana e fecha fronteiras

Moscou inicia quarentena nesta segunda-feira; já são 1.836 casos de infecção e 9 mortes em todo o país

A capital russa, Moscou, inicia hoje (30) quarentena geral no combate ao coronavírus, após o governo registrar mais de mil novos casos da doença causada pelo Covid-19 no país durante o final de semana. A nação comandada por Vladimir Putin é a mais extensa do planeta, e, a partir desta segunda-feira, terá suas fronteiras fechadas e voos nacionais e internacionais suspensos, de acordo com a agência de notícias russa RT.

Apenas nas últimas 24 horas, a Rússia registrou 302 novos casos de infecção e, segundo a agência Tass, o país conta, no total, 1.836 casos e nove mortos.

Para conter o avanço do novo vírus, o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, ordenou quarentena na capital. O isolamento deve se aplicar a todos os moradores da cidade, independente de idade. Apenas serviços essenciais, como hospitais e supermercados devem continuar funcionando e a orientação é que se aplique o home office para as demais categorias.

Enquanto isso, o Kremlin impôs o fechamento total do país – “lockdown” – e apenas serviços de carga e viagens diplomáticas são autorizadas, ainda de acordo com a RT. A reportagem pondera, no entanto, que viajantes de trem e navios ainda poderão voltar para as suas casas.

O governo de Putin ainda deve pagar uma quantia em dinheiro para os trabalhadores que não podem fazer o serviço de casa durante a semana.

 

Coronavírus: Rússia vê mais de mil novos casos no final de semana e fecha fronteiras
Mais notícias