Coronavírus: imprensa internacional destaca ‘negacionismo’ de Bolsonaro ao noticiar infecção

A confirmação do teste positivo foi dada nesta manhã

O resultado positivo do teste que (sem partido) fez na noite de ontem (6), confirmando que o presidente foi infectado pelo novo coronavírus, ganhou destaque na imprensa internacional na manhã desta terça-feira. Alguns dos jornais mais respeitados do planeta lembraram da postura negacionista do mandatário brasileiro sobre a gravidade da pandemia.

“Bolsonaro revelou que está com covid após meses de negação da gravidade da pandemia”, destaca a página principal do jornal americano The New York . A matéria lembra que Bolsonaro foi criticado por sua resposta à pandemia, “mesmo com a disparada do número de mortos no país nos últimos meses”. O Brasil tem mais de 1,6 milhão de casos de covid e o número de mortos superou os 65 mil.

Já a home da rede britânica BBC lembrou que, em abril, o presidente minimizou a gravidade do coronavírus, chamando a covid de “gripezinha” e “resfriadinho”. “Apesar do aumento do número de mortos, Bolsonaro tem argumentado que o isolamento está tendo mais efeitos colaterais que o próprio vírus, e acusa a mídia de espalhar pânico e paranoia”, diz o jornal.

Já o francês Le Monde lembrou, ao noticiar o resultado positivo para covid, que o presidente participou – em plena pandemia e sem máscara -, de manifestações antidemocráticas que formaram aglomerações em Brasília. A rede de notícias árabe Aljazeera também lembrou dos “passeios” de Bolsonaro em Brasília, acrescentando que ele já havia testado negativo para o coronavírus em três testes realizados após uma visita ao presidente americano, Donald , nos Estados Unidos.

Em entrevista coletiva após receber a notícia de que estava infectado, Bolsonaro chegou a retirar a máscara de proteção diante de repórteres que estavam no Palácio do Planalto. Ele adiantou que está se sentindo melhor dos sintomas. O presidente ficará isolado e trabalhando por videoconferência. “Serei vigiado pela primeira-dama”, disse.

 

 

Coronavírus: imprensa internacional destaca 'negacionismo' de Bolsonaro ao noticiar infecção
Mais notícias