Até o fim do ano, mundo pode alcanças 2,8 milhões de mortes por coronavírus

Estudo afirma que o Brasil poderá perder 175 mil vidas para a Covid-19

Até o fim de 2020 o mundo deve alcançar a marca de 2,8 milhões de mortes causadas pelo novo coronavírus, ao menos é isso que revela o IHME (Instituto de Métricas e Avaliação da Saúde da Universidade de Washington).

A projeção feita pelo IHME leva em consideração as medidas atuais de prevenção adotadas pelos governos. Apesar do número já parecer alto, caso as medidas em vigor atualmente sejam relaxadas, as mortes poderão chagar a 3,9 milhões, segundo publicado no portal IG.

Não parando por aí, o estudo afirma que o planeta poderá registar 30 mil mortes diárias, hoje o recorde foi de 8 mil vítimas fatais por dia. Do total dos mortos, o instituto acredita que cerca de 960 mil seriam registrados nas Américas e 1 milhão na Europa e Ásia central.

No brasil, a projeção é que o país perca 175 mil pessoas par a doença, caso as medidas de isolamento, como estão atualmente, sigam em vigor. Caso ocorra algum relaxamento, a previsão é de um aumento de 2 mil óbitos previstos no modelo matemático. Apesar disso, se medidas mais rígidas forem adotadas e o uso de máscaras seja intensificado, 16 mil vidas poderão ser poupadas.

Cálculo realizado

Para que os cálculos fossem realizados, alguns dados foram coletados pelo IHME, são eles: atual número de mortos, índice de prevalência de anticorpos contra a , média de novos casos, taxa de testes realizados, nível de mobilidade da população e implementação do uso de máscaras.

Até o fim do ano, mundo pode alcanças 2,8 milhões de mortes por coronavírus
Mais notícias