Após tumultos, presidente do Quirguistão renuncia do cargo

Sooronbai Jeenbekov alega querer evitar um choque entre as forças de segurança e manifestantes

O presidente do Quirguistão, Sooronbai Jeenbekov, renunciou do cargo nesta quinta-feira (15), após diversos tumultos ocorridos após a última eleição, que foi contestada pela oposição do país.

Jeenbekov alegou que pretende evitar choques entre as forças de segurança e os manifestantes que exigiam sua saída. Ele tornou-se o terceiro presidente do Quirguistão a ser deposto por um levante popular desde 2005.

Conforme publicado no portal Extra, a saída deixou um vácuo no poder e ainda não se sabe quem assumirá o controle do país. Conforme a constituição, o presidente do Parlamento, Kanatbek Isayev, deveria assumir a presidência.

Apesar disso, alguns grupos querem que Isayev também saía e ceda o comando a Sadyr Japarov, um nacionalista que foi nomeado primeiro-ministro depois que seus apoiadores o tiraram da prisão na semana passada.

Isayev informou que o Parlamento aceitará a renúncia de Jeenbekov na sexta-feira, mas não deixou suas próprias intenções claras.

O Quirguistão está conturbado desde a votação de 4 de outubro, que a oposição rejeitou depois que aliados de Jeenbekov foram declarados vencedores.

Após tumultos, presidente do Quirguistão renuncia do cargo
Mais notícias