Publicidade

Sobe para 185 número de mortos em atentado no Sri Lanka

Em missa no Vaticano, Papa Francisco condenou os ataques

Subiu para 185 o número de vítimas fatais – 35 turistas – no atentado em Sri Lanka, na madrugada deste domingo (21). Cerca de 400 ficaram feridas após a série de explosões registradas em três igrejas e hotéis de luxo, durante as comemorações do Domingo de Páscoa.

De acordo com o jornal O Globo, o governo decretou um toque de recolher por tempo indeterminado no país a partir das 18h no horário local (9h30, em Brasília) e bloqueou a internet.

Foram contabilizadas 6 explosões, por volta das 8h45 no horário local – 2h30 em Brasília – atingindo três hotéis de luxo e três igrajas

Ainda de acordo com o Globo, horas depois, mais duas explosões aconteceram. Um homem-bomba matou três policiais em um prédio em Orugodawatta, subúrbio da capital, e outro kamikaze se explodiu em uma casa de hóspedes. A polícia acredita que eles estavam fugindo após praticar os atentados ocorridos pela manhã.

Até o momento nenhum grupo extremista assumiu a autoria dos ataques, mas o ministro da Defesa Ruwan Wijewardene disse que os culpados foram identificados e eram extremistas religiosos.

Segundo o  jornal DW, o Papa Francisco condenou os ataques. “Quero expressar minha sincera proximidade com a comunidade cristã [do Sri Lanka], ferida enquanto se reunia em oração, e a todas as vítimas de tal violência cruel”, disse Francisco enquanto fazia a benção de Páscoa diante de milhares de fiéis na Praça São Pedro, no Vaticano.

Francisco ainda ressaltou que os ataques “causaram sofrimento e tristeza”. “Confio ao Senhor todos aqueles que pereceram tragicamente”, disse ele, “e rezo pelos feridos e por todos aqueles que sofrem como resultado deste trágico acontecimento”.

O Sri Lanka é um país com 21 milhões de habitantes e os cristãos representam 7,4% da população local.

 

Mais notícias