Publicidade

EUA negam acusação russa de que estariam preparando intervenção na Venezuela

Reuters

Uma graduada autoridade de segurança russa acusou Washington nesta terça-feira de mobilizar forças em Porto Rico e na Colômbia em preparação para uma intervenção militar na Venezuela para derrubar o presidente Nicolás Maduro, aliado de Moscou, o que os Estados Unidos negaram.

“Os Estados Unidos estão preparando uma invasão militar de um Estado independente”, disse Nikolai Patrushev, secretário do Conselho de Segurança da Rússia, segundo o jornal Argumenty i Fakty.

“A transferência de forças de operações especiais norte-americanas para Porto Rico, o desembarque de forças dos EUA na Colômbia e outros fatos indicam que o Pentágono está reforçando suas tropas na região para usá-las em uma operação para remover… Maduro do poder”, disse Patrushev.

Entretanto, o enviado especial dos EUA para a Venezuela, Elliott Abrams, quando questionado nesta terça-feira se Washington está se preparando para tomar ações militares na Venezuela, respondeu: “Não”.

“O presidente tem dito que todas as opções estão sobre a mesa. Presidentes sempre dizem isso e o fazem corretamente. Entretanto, não cabe aos russos falar sobre intervenção militar uma vez que eles desmembraram tanto a Geórgia, quanto a Ucrânia”, disse Abrams a repórteres na Organização das Nações Unidas (ONU) antes de um reunião do Conselho de Segurança sobre a Venezuela.

Mais notícias