Em três dias, 19 morrem em manifestações no Iraque

São 1.041 feridos durante os protestos

Protestos em prol de melhorias nos serviços básicos no Iraque, começaram na terça-feira (01) e continuam nesta quinta-feira (03). Ao todo já foram confirmadas 19 mortes e 1.041 feridos durantes os protestos.

Em Bagdá, capital do país, o governo impôs um toque de recolher, que também foi implantado em outras três províncias. Segundo a agência internacional EFE, dez mortes ocorreram na província de Di Qar, e a maioria dos manifestantes foram feridos na capital, no total 440.

Em alguns pontos do país os protestantes não têm acesso à internet. Alguns grupos pedem a saída do primeiro-ministro Adil Abdul-Mahdi, que mantém um governo cheio de problemas econômicos e casos de corrupção.

 

Mais notícias