Turcos vão boicotar iPhone e eletrônicos dos EUA

Medida é retaliação às sanções impostas por Trump

O presidente da , Recep Tayyip Erdogan, disse hoje (14) que os turcos vão boicotar os produtos eletrônicos, inclusive o , que vêm dos Estados Unidos. A iniciativa é uma retaliação às sanções impostas pelo presidente norte-americano, Donald , que aumentou os impostos sobre alumínio e aço. Paralelamente, os norte-americanos exigem a libertação de um religioso preso há dois anos na .

“Vamos boicotar os produtos eletrônicos dos ”, disse Erdogan durante discurso em Ancara.  “Vamos produzir todos os produtos que estamos importando do exterior, com moeda estrangeira aqui, e nós seremos os que exportam esses produtos. Vamos impor um boicote aos produtos eletrônicos dos Estados Unidos. Se eles têm s, existe a Samsung do outro lado. E temos o nosso próprio Vestel”, afirmou o presidente se referindo à fabricante turca de eletrodomésticos.

De acordo com Erdogan, os turcos enfrentam um “ataque econômico” e os Estados Unidos tentam “esfaquear a pelas costas”.

O governo cobra da  a libertação do pastor evangélico norte-americano Andrew Brunson, acusado de terrorismo e espionagem. O impasse entre os dois países levou à queda das bolsas de valores em vários países e afetou também o preço do dólar no Brasil. No mercado brasileiro, a situação indica estar normalizada.

*Com informações da PressTV, emissora estatal de televisão do Irã.

Turcos vão boicotar iPhone e eletrônicos dos EUA
Mais notícias