Publicidade

Italiano é afastado do Cern após declarações machistas em congresso

Em uma palestra o físico afirmou que não existe desigualdade de gênero na área

O físico Alessandro Strumia foi suspenso da Organização Europeia de pesquisa Nuclear (Cern) após afirmar que a física foi inventada por homens. “A física foi construída e inventada por homens, não foi por convites. Marie Curie foi bem-vinda após provar que podia fazer parte”, disse.

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, ele ainda afirmou que existe descriminação contra os homens. E argumentou que faculdades na Itália são gratuitas ou mais baratas para as mulheres nas áreas de ciência, tecnologia engenharia e matemática conhecidas como stem.

Strumia também manifestou-se a favor de físicos que causaram polêmica ao fazer ‘piadas’ com mulheres. Como o pesquisador Tim Hunt e Matt Taylor.

Ao fim de sua apresentação sobre igualdade de gênero na física, o cientista disse que existe uma promoção de “vitimocracia”. “Esses eventos estão relacionados à promoção de uma vitimocracia de minorias e do silenciamento de quem não concorda com essa ideologia. A equidade se degenerou em gênero.”

A palestra que tinha o tema “A conversa da teoria de gênero” aconteceu no Cern, que promovia um evento para discutir igualdade e oportunidades. Após apresentação o físico foi afastado de suas funções no laboratório e sua atitude foi classificada como “altamente ofensiva”.

Mais notícias