Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

‘Delete seu Facebook’, aconselha fundador do Whatsapp após escândalo

Mais de 50 milhões de usuários da rede tiveram dados roubados

Em meio ao escândalo do roubo de dados de mais de 50 milhões de usuários do Facebook, um dos fundadores do Whatsapp, o empresário Brian Acton, iniciou uma campanha com um objetivo: fazer você deletar sua rede social.

“Chegou a hora, #deleteoFacebook”, publicou Acton em uma mensagem no Twitter. O texto simples rendeu mais de 14 mil curtidas e foi republicado mais de 7,6 mil vezes pelos usuários da rede social.

A mensagem faz referência ao episódio do fim de semana, em que foi revelado que o Facebook teria fornecido dados pessoais de usuários à empresa Cambridge Analytica, de maneira irregular.

A Cambridge é uma empresa que trabalha com processamento de dados. As informações do usuário foram utilizadas em campanhas eleitorais, como a do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.

Acton chegou a trabalhar por um curto período de tempo para o Facebook, uma vez que a empresa que ajudou a fundar, o Whatsapp, foi vendido para a rede social de Marck Zuckerberg em 2014, por 16 milhões de dólares.

O Facebook tenta reverter de todas as formas o impacto do escândalo. Na terça-feira (20), a empresa registrou uma perda de quase 50 bilhões de dólares em seu valor de mercado, logo após as denúncias.

Você pode gostar também