Ex-jogador derrota filho de presidente eleita e vira senador na Libéria

George Weah foi o primeiro, e até hoje o único, africano a ser eleito o melhor jogador do mundo.

O ex-jogador liberiano George Weah foi eleito senador em seu país, ao derrotar um filho da atual presidente nas eleições realizadas em 20 de dezembro, segundo os resultados oficiais obtidos neste domingo pela AFP.

Weah, de 48 anos, ocupará o assento no senado correspondente ao condado de Montserrado, que representa a capital Monróvia.

O representante do partido Congresso para a Mudança Democrática (CMC) obteve 78% dos votos e superou amplamente o independente Robert Sirleaf, um dos filhos da presidente Ellen Johnson Sirleaf, que ficou com 19,8% dos votos, de acordo com os resultados da Comissão Eleitoral Nacional (NEC).

Pelo tamanho (algo em torno de 1.900 km2), Montserrado é o menor dos 15 condados do país, mas representa um terço dos quase quatro milhões de habitantes da Libéria.

Antes de iniciar a carreira política em 2005, quando foi derrotado nas eleições presidenciais pela atual mandatária, George Weah foi uma estrela do futebol mundial.

Em 1995, quando defendia o Paris Saint-Germain, Weah se tornou o primeiro -e até hoje único- africano a ser eleito o melhor jogador do mundo.

“Mister George” jogou posteriormente por quatro temporada no Milan, antes de breves passagens por Chelsea e Manchester City, na Inglaterra. Weah se aposentou em 2003, após jogar nos Emirados Árabes Unidos.

As eleições parciais de 20 de dezembro tinham como objetivo renovar 15 dos 30 assentos no Senado liberiano.

A eleição aconteceu sem incidentes, após ter sido adiada duas vezes devido à epidemia do vírus Ebola.

Em uma ano, o vírus matou mais de 7.700 pessoas no mundo todo, 3.384 somente na Libéria, segundo o último boletim da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Ex-jogador derrota filho de presidente eleita e vira senador na Libéria
Mais notícias