Equipes de resgate lutam para ajudar vítimas de enchentes na Malásia

As inundações, provocadas por chuvas torrenciais de monções, até agora deixaram cinco mortos. 

Equipes de resgate lutavam neste sábado para ajudar as dezenas de milhares de pessoas afetadas pela pior inundação da Malásia em décadas, enquanto vítimas revoltadas acusavam o governo de ser lento em sua resposta. 

Os malaios expressaram sua revolta contra o primeiro-ministro Najib Razak após a divulgação de fotos – que se tornaram virais nas redes sociais – que mostravam seu líder jogando golfe com o presidente americano, Barack Obama, durante as tempestades. 

O número de pessoas forçadas a deixar suas casas passou de 120.000, e meteorologistas alertam que não haverá alívio nos estados de Kelantan, Terengganu e Pahang, no nordeste do país.

Observadas do ar, partes de Kota Bharu, a capital do estado muito afetado de Kelantan, se assemelhavam a um grande lago lamacento, com fileiras de telhados em meio às águas turvas.

Os ânimos se exaltaram entre pessoas abrigadas em um centro de refúgio nos arredores de Kota Bharu, que temiam que a situação piorasse, já que a chuva não dava trégua nas áreas vizinhas.

“Estou zangado com eles (o governo). Nós não nos importamos com a sua política. Só queremos que o governo faça o que deve ser feito e nos ajude”, declarou Farhana Suhada, de 23 anos e que trabalha para o serviço de correios. 

Segurando firme o seu filho de seis meses, ela afirmou: “Para o café da manhã eu tinha três biscoitos e chá. Não há água suficiente e nenhuma comida para o meu bebê. Eu tive que comprar meu próprio leite”, disse.

Farhana foi forçada a abandonar sua casa há quatro dias depois que as águas das enchentes subiram rapidamente quase alcançando seu pescoço.

“Perdi tudo, minha casa, meu carro e minha moto sofreram danos enormes”, disse ela, que estava entre as 200 pessoas que buscaram refúgio em uma escola de dois andares. 

O primeiro-ministro Najib, por sua vez, chegou em Kelantan para liderar a resposta nacional à inundação depois de interromper suas férias no Havaí e deve se encontrar com vítimas das enchentes. 

As inundações, provocadas por chuvas torrenciais de monções, até agora deixaram cinco mortos. 

Esta região é atingida regularmente por inundações durante as monções anuais, mas as chuvas deste ano têm sido excepcionalmente ruins.

Situação desafiadora

O vice-primeiro-ministro, Muhyiddin Yassin, admitiu que as equipes de resgate estavam lutando com a falta de energia elétrica e com estradas bloqueadas pelas enchentes. 

“Admito que a situação é desafiadora para as equipes de resgate e estamos fazendo o nosso melhor para garantir que a comida chegue às vítimas dessa situação da inundação”, afirmou ao jornal Star. 

Helicópteros e caminhões militares foram vistos na área de Kota Bharu, localizada perto da fronteira com a Tailândia, mas os esforços das equipes de resgate estavam sendo dificultados pelo aumento rápido do nível das águas e pelas fortes correntezas, enquanto as estradas que levavam às áreas mais atingidas estavam intransitáveis.

Equipes de resgate lutam para ajudar vítimas de enchentes na Malásia
Mais notícias