AirAsia: governo indonésio não confirma se objeto avistado é do avião

Mais cedo, aeronave australiana havia avistado objetos no mar onde avião desapareceu

O vice-presidente da Indonésia, Jusuf Kalla, não confirmou que o objeto encontrado hoje (29), no mar, seja do Airbus 320-200 da , desaparecido desde ontem (28), com 162 pessoas a bordo.

Numa entrevista em Surabaia, no Leste da Indonésia, de onde o avião da decolou, nesse domingo, o vice-presidente disse que “não é possível verificar se esse dado é correto”.
As autoridades indonésias indicaram que o objeto avistado por um avião de reconhecimento australiano se encontra a 1.127 quilômetros da última posição conhecida do avião desaparecido.

Jusuf Kalla acrescentou que as autoridades ainda procuram sobreviventes, mas reconheceu estar preparado para “o pior”, citando exemplos recentes semelhantes, como o desaparecimento do avião que fazia o voo MH370 da Malaysia Airlines. “Estamos trabalhando arduamente”, frisou, acrescentando que estão envolvidos nas buscas 30 embarcações e 15 aviões e helicópteros.

Até o momento, a Indonésia recebeu ofertas de apoio para as buscas da Malásia, de Singapura, da Austrália, da França, dos Estados Unidos e do Reino Unido, segundo o governante. Jusuf Kalla admitiu que o trabalho tem sido difícil, devido ao mau tempo.

O vice-presidente da Indonésia falou com os jornalistas depois de um encontro com os parentes das vítimas no aeroporto de Surabaia.

Avião avista objeto no mar

Mais cedo, um avião de reconhecimento australiano avistou hoje (29) um objeto no mar quando procurava pistas do Airbus 320-200 da , desaparecido desde ontem (28), com 162 pessoas a bordo.

As autoridades indonésias indicaram que o objeto avistado pelo aparelho Orion P se encontra a cerca de 1.127 quilômetros da última posição do airbus. Até que um barco alcance o objeto e o identifique não será possível saber se são destroços do avião da ou se é lixo.

Indonésia, Cingapura, Malásia, Austrália e Coreia do Sul participam das operações de busca, com 12 barcos, cinco aviões e três helicópteros. Dezenas de pescadores da região também cooperam. Vários países, como Estados Unidos e China, ofereceram ajuda.

O avião da companhia malaia , com o número de voo QZ8501, desapareceu dos radares depois de ter decolado da cidade indonésia de Surabaia com destino a Cingapura. A bordo estavam 162 pessoas, das quais 155 passageiros e sete membros da tripulação.

Segundo informações divulgadas hoje pelo diretor da Agência Nacional de Busca e Resgate da Indonésia, Bambang Soelistyo, com base nos dados de que dispõem os especialistas, a hipótese apontada como a mais provável é a de que o avião esteja no fundo do mar.

AirAsia: governo indonésio não confirma se objeto avistado é do avião
Mais notícias