MidiaMAIS / TV & Novela

Como assim? Furacão não empolga e “Salve-se Quem Puder” bate recorde negativo

Imprevisível! É assim que podemos classificar o desempenho da teledramaturgia global no quesito audiência, especialmente na semana que termina neste sábado (27). Principal acontecimento de “Salve-se Quem Puder”, o furacão que muda os destinos das protagonistas não prendeu o público na frente da televisão. Em seu capítulo mais importante, a novela das sete bateu recorde […]

João Ramos Publicado em 26/03/2021, às 17h35 - Atualizado às 17h41

Luna, Kyra e Alexia em Salve-se Quem Puder (Divulgação, TV Globo)
Luna, Kyra e Alexia em Salve-se Quem Puder (Divulgação, TV Globo) - Luna, Kyra e Alexia em Salve-se Quem Puder (Divulgação, TV Globo)

Imprevisível! É assim que podemos classificar o desempenho da teledramaturgia global no quesito audiência, especialmente na semana que termina neste sábado (27).

Principal acontecimento de “Salve-se Quem Puder”, o furacão que muda os destinos das protagonistas não prendeu o público na frente da televisão.

Em seu capítulo mais importante, a novela das sete bateu recorde negativo e consolidou 26 pontos de audiência na quinta-feira (25), quando exibia as sequências cinematográficas do furacão em Cancún.

Apesar de ser uma reprise recente, era de se esperar que o acontecimento elevasse ou ao menos segurasse os números registrados entre segunda e quarta-feira.

Abaixo das expectativas, mas dentro do exigido

Os 26 pontos de quinta-feira são inferiores aos 27 registrados todos os outros dias da semana, mas não são baixos para uma novela que foi ao ar há apenas um ano.

A faixa das 19 horas tem como meta 25 pontos, e o número consolidado é maior que a meta, o que já representa um bom desempenho.

Dadas como mortas

Após o furacão, Luna, Kyra e Alexia vão se transformar em Fiona, Cleyde e Josimara na novela das 19h.

Pela segurança das três e da família de cada uma, a polícia orientará as protagonistas a se passarem como mortas e trocarem de identidade.

A reprise dos 54 capítulos exibidos em 2020 termina em maio, e no dia 17 do mesmo mês, terá início a fase inédita gravada na pandemia.

Jornal Midiamax