MidiaMAIS / TV & Novela

Bibi Perigosa da vida real tentou impedir reprise de “A Força do Querer”; saiba o motivo

Usada como inspiração para a criação da personagem de Juliana Paes na novela, Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa da vida real, acionou a justiça contra a Globo para impedir a reapresentação da novela. O motivo, segundo Fabiana, seria por não ter recebido a verba que lhe foi prometida em relação à venda do folhetim para […]

João Ramos Publicado em 12/03/2021, às 15h55 - Atualizado às 16h28

Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa, Baronesa do Pó da vida real (Reprodução, Revista VEJA)
Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa, Baronesa do Pó da vida real (Reprodução, Revista VEJA) - Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa, Baronesa do Pó da vida real (Reprodução, Revista VEJA)

Usada como inspiração para a criação da personagem de Juliana Paes na novela, Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa da vida real, acionou a justiça contra a Globo para impedir a reapresentação da novela.

O motivo, segundo Fabiana, seria por não ter recebido a verba que lhe foi prometida em relação à venda do folhetim para exibição em outros países.

Na petição, feita assim que a reprise foi anunciada, em julho de 2020, os advogados da escritora alegaram “descumprimento contratual por entender que a efetiva reprise afeta sensivelmente os interesse comerciais e autorais já  vilipendiados pela emissora ré em relação a demandante(…)”, como apurou o Notícias da TV na época.

“Requer a autora a suspensão em caráter provisório da reedição ou da reprise da novela A Força do Querer pela emissora ré, em sede liminar por ocasião do descumprimento contratual denunciado nos autos deste processo”, dizia o documento pedindo que a emissora fizesse uma nova proposta financeira para encerrar a disputa judicial.

Antes disso, em 2018, a escritora do livro que inspirou a personagem já havia entrado na Justiça contra a Globo em 2018, pedindo R$ 500 mil pelas exibições internacionais, mas não houve um acordo com a emissora.

No fim, a petição não foi adiante e a novela acabou sendo reexibida normalmente, sem a Globo pagar nada à Bibi. A reprise chega ao fim na noite desta sexta (12), marcando expressivos números de audiência em sua reta final. A emissora não comenta casos em julgamento.

Jornal Midiamax