VÍDEO: Empresário é preso após agredir equipe da Globo em MG

A repórter e o cinegrafista estavam em uma gravação o homem começou as agressões verbais e físicas

Uma equipe da TV Integração, afiliada da Rede Globo, foi agredida na quarta-feira (20) em Barbacena (MG) durante a gravação de uma reportagem. A repórter e o cinegrafista estavam na rua quando o empresário Leonardo Rivelli, de 54 anos parou o carro e começou a agredir verbalmente os profissionais.

Pouco depois, ele tomou os equipamentos de gravação do cinegrafista Robson Panzera e reagiu à tentativa do jornalista de recuperar o material com violência. Em seguida, o homem atingiu o jornalista com o tripé e chutou a câmera do profissional. As cenas foram captadas pela jornalista. Confira:

View this post on Instagram

Hoje, eu e o repórter cinematográfico Robson Panzera sofremos agressão durante o nosso trabalho para aTV Integração, afiliada da Rede Globo. @robsonpanzera @tvintegracao O momento atual já demonstra um descompasso político, econômico e social no Brasil que, somados a uma pandemia, não torna fácil o trabalho para nenhum profissional. No entanto, nós, profissionais da impresa, temos sofrido agressões diárias pelo simples exercício de disseminar a informação. Até quando continuaremos sofrendo com esta ignorância que beira a censura?! Até quando nós, profissionais da imprensa, continuaremos sendo historicamente agredidos?! Sim, não são tempos fáceis para ninguém, mas só o que pedimos é respeito para que possamos exercer nossa profissão, que, apesar de não agradar a toda a população, é de extrema importância para que a informação chegue a todos. #NãoVamosNosCalar

A post shared by Thaís Oliveira Fullin (@thafullin) on

Segundo informações do G1, o homem é dono de uma empresa do ramo alimentício na cidade. Ele foi preso e levado para a delegacia para prestar esclarecimentos. O cinegrafista da Globo precisou ser encaminhado a um hospital para atendimento com uma lesão no dedo e um corte na mão.

De acordo cm a Polícia Civil, o empresário pagou uma fiança de R$ 1.000 e foi liberado. Ele vai responder por dano qualificado e lesão corporal. Ainda segundo o G1, o advogado Pedro Possa afirmou que Leonardo não iria se pronunciar sobre o assunto e que a defesa se pronunciará somente através do inquérito ou em um eventual processo.

Em nota, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) repudiou as agressões físicas a jornalistas em exercício da profissão e exige que as autoridades policiais apurem o ataque e punam os responsáveis.

Os jornalistas, cada vez mais vulneráveis à fúria e aos desatinos de militantes radicais, precisam de segurança para trabalhar e circular, pressupostos básicos em regimes democráticos. Líderes políticos democráticos defendem uma imprensa livre. Se os fanáticos temem os fatos e resolvem fazer justiça com as próprias mãos, instamos que os governantes cumpram, nos âmbitos federal, estadual e municipal, o que é garantido por lei e lembrado em uma cartilha do próprio governo federal. Nela está escrito que agentes do serviço público não devem adotar ‘discursos públicos que exponham jornalistas a maior risco de violência ou aumentem sua vulnerabilidade“, diz a nota.

VÍDEO: Empresário é preso após agredir equipe da Globo em MG
Mais notícias