6ª Mostra Fulano di Tal acontece em junho com apresentações gratuitas

Apresentações de peças do grupo teatral acontecem todos os fins de semana deste mês

O grupo de teatro Fulano di Tal realiza durante o mês de junho a ´6ª Mostra Fulano di Tal de Teatro´ mostra tradicionalmente já conhecida pelo público campo-grandense e que contará com mais de 12 apresentações. As apresentações da Mostra acontecem nas três últimas semanas de junho, com os espetáculos ´Ópera do Malandro´, ´Lápide Inconclusa em Quarta-feira de Cinzas´ e ´A Fabulosa História do Guri-Árvore´. Para todas as sessões a entrada é gratuita.

O projeto foi contemplado no edital do Programa Municipal de Fomento ao Teatro FOMTEATRO/2018, promovido pela Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo – SECTUR. O Sesc Cultur, Centro Cultural José Octávio Guizzo, TgR – Teatral Grupo de Risco, Pierrô Fantasias e Vaca Azul são apoiadores da Mostra.

“Em 2013, ao completarmos 10 anos, idealizamos a primeira ´Mostra FdT de Teatro´ para celebrar a data. Na época, foram três espetáculos e dois dias de muita festa. A proposta agradou e o evento foi se consolidando na capital. O propósito é levar ao público o que fizemos durante o ano, nossos estudos, exercícios teatrais, novos espetáculos e, assim, a Mostra acabou integrando o nosso calendário. Nas cinco edições já realizadas mais de quatro mil pessoas participaram”, destaca Marcelo Leite, um dos diretores do grupo.

´Ópera do Malandro´

Reprodução/VacaAzul

“Ópera do Malandro” foi escrita por Chico Buarque de Holanda em 1978. Apesar de trazer no texto a realidade de um Brasil de décadas atrás, o enredo se mantém atual, trazendo ao debate temas que ainda fazem parte do nosso dia a dia. Fulano di Tal encena uma versão contemporânea da peça. Em cena, Alexandre Melo, Andressa Zonta Bussolaro, Darlan Gracciose, Edner Gustavo, Gabriela Coniutti, Karen Freitas, Manolo Schittcowisck e Vini Ferreira, retratam questões atuais como pirataria, malandragem, questões trabalhistas, prostituição e o famoso ‘jeitinho brasileiro’.

As músicas que compõem o espetáculo são de autoria de Chico Buarque que, por sua genialidade, consegue harmonizá-las perfeitamente com o texto. Na versão do grupo campo-grandense, não há nenhum instrumento ao fundo ou sequer uma trilha sonora base, as canções são cantadas Acappella. As apresentações acontecem nos dias 13, 14, 15 e 16 de junho, às 20 horas, no TgR – Teatral Grupo de Risco, na Rua José Antônio, 2170, centro. No domingo (16), haverá Intérprete de Libras. Estas serão as últimas apresentações deste espetáculo, que depois sairá do repertório do grupo. A direção é de Marcelo Leite e de Manolo Schittcowisck. Classificação: 10 anos.

´Lápide Inconclusa em Quarta-feira de Cinzas´

Reprodução/VacaAzul

´Lápide Inconclusa em Quarta-feira de Cinzas´ tem como tema central o Amor, base das relações humanas e a poética por detrás deste sentimento, que é ao mesmo tempo criador e destrutivo. No palco, as personagens Pierrot e Josephine duelam constantemente vivenciando os desafios entre o ser e o próprio existir. Sendo o Amor a tênue disparidade entre razão e loucura, seria Ele a verdadeira conclusão para esta Lápide?

O texto foi escrito no estilo Rapsodomancia, arte de pesquisa em dramaturgia que por meio de recortes de obras clássicas e contemporâneas origina uma obra autoral e inédita, em que a principal estética é a relação cíclica da própria obra. Para se ter uma ideia, o texto deste espetáculo levou seis anos para ser concluído pelo autor Manolo Schittcowisck. Recentemente, esta peça foi apresentada na ´33ª Mostra de Teatro Américo Rosário de Souza´, em Sertãozinho-SP, sendo a única representante da região Centro-Oeste, ao lado de espetáculos de SP, RJ e PR.

No elenco apresentam-se Darlan Gracciose, Edner Gustavo, Gabriela Coniutti, Karen Freitas, Vini Ferreira e a atriz convidada Fernanda Kunzler. Este espetáculo será apresentado nos dias 20, 21, 22 e 23 de junho, às 20 horas, no TgR – Teatral Grupo de Risco, na Rua José Antônio, 2170, centro. No domingo (23), haverá Intérprete de Libras. A direção é de Marcelo Leite e de Manolo Schittcowisck. Classificação: 12 anos.

´A Fabulosa História do Guri-Árvore´

Reprodução/VacaAzul

Livremente inspirado na obra de Manoel de Barros, ´A Fabulosa História do Guri-Árvore´ é uma celebração à infância e suas histórias. Pelo lúdico, por meio do teatro de objetos, são contadas histórias do nosso quintal. Em cena, dois atores dividem o palco dando vida as suas memórias de infância: os irmãos Abílio (Manolo Schittcowisck) e Palmiro (Edner Gustavo), cada um do seu jeitinho, relembram suas histórias no quintal de casa. Os dois intérpretes também assinam a Dramaturgia do espetáculo.

Junto aos dois personagens, se fazem presentes o vovô Manoel de Barros, Bernardo, Bugrinha (Conceição dos Bugres), a Professora Maria da Glória Sá Rosa, Lídia Baís, Wega Nery e, na trilha, as canções de Almir Sater. “Esperamos todos para brincar no nosso quintal; tão incrível que, mesmo pequenino aos olhos dos outros, para nós sempre se apresenta imenso, tal qual os sonhos de uma criança”, convida Manolo Schittcowisck, ator da peça e um dos diretores do grupo.

Este espetáculo será apresentado entre os dias 27 e 30 de junho. Na quinta-feira (27), de manhã, será encenado no TgR – Teatral Grupo de Risco para os alunos da escola municipal Coronel Antonino e, de tarde, para a Escola Municipal Bernardo Franco Baís. Na sexta-feira (28) de manhã, para a Escola Municipal Sebastião Lima. No sábado (29) a tarde na AACC/MS (Associação dos Amigos das Crianças com Câncer). E no domingo (30), às 15h30, para o grande público, no shopping Bosque dos Ipês, com Intérprete de Libras. A direção é de Marcelo Leite e a classificação é livre.

Serviço

As apresentações da ´6ª Mostra Fulano di Tal de Teatro´ acontecem nas três últimas semanas de junho. ´Ópera do Malandro´ será apresentado de 13 a 16, sempre às 20 horas, no TgR – Teatral Grupo de Risco (Rua José Antônio, 2170, centro). Também no TgR, ´Lápide Inconclusa em Quarta-feira de Cinzas´, de 20 a 23, às 20 horas. Já ´A Fabulosa História do Guri-Árvore´, será encenado ao grande público no dia 30, às 15h30, no shopping Bosque dos Ipês.

Para todas as sessões a entrada é gratuita. Os ingressos são limitados e serão distribuídos sempre 1 hora antes de cada sessão. Mais informações pelo Facebook, Instagram, pelo site www.fulanodital.com.br ou pelo telefone (67) 9 9202-0449.

Mais notícias