Circula Dançurbana apresenta Fluzz para escolas públicas no Glauce Rocha

Um dos propósitos do projeto é levar estudantes para o espaço cênico, incentivando o acesso à cultura

A Companhia Dançurbana apresenta o espetáculo ´FLUZZ´, dentro da segunda edição do Circula Dançurbana, para alunos de escolas públicas da capital, no Teatro Glauce Rocha nesta terça-feira (22), às 15h e às 19 horas. As apresentações deste mês integram a programação do projeto Arte e Cultura da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e atenderão estudantes de mais escolas.

O Circula Dançurbana está sendo desenvolvido com o incentivo do Fundo Municipal de Investimento Cultural (FMIC) 2018, da Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur).

“Editais de incentivo à cultura como o FMIC são extremamente importantes para a cidade, para a população. Com esse incentivo conseguimos levar projetos importantes de relevância social, política e econômica para lugares onde muitas vezes as crianças, as pessoas, não teriam acesso se não fosse pelo deslocamento dos artistas. Com o financiamento ao Circula Dançurbana estamos conseguindo levar as ações para centenas de estudantes da rede pública de ensino”, diz Marcos Mattos, diretor e coreógrafo da Cia Dançurbana.

O Circula Dançurbana almeja estimular a prática da dança e possibilitar o contato com espetáculos artísticos, buscando promover experiências únicas e enriquecedoras para os alunos e incentivando a aproximação entre educação e cultura no ambiente escolar.

(Divulgação, Franciella Cavalheri)

A ação acontece em duas etapas: na Etapa Escola a companhia realiza oficinas de mediação com os alunos (para aproximá-los do fazer artístico) e depois apresenta espetáculos de dança dentro da escola. As oficinas são conduzidas por Kelly Queiroz, arte-mediadora e mestranda em educação pela UEMS. Já na Etapa Espaço Cênico, o grupo leva os alunos para um espaço cultural, onde eles têm a oportunidade de ver a apresentação completa com iluminação cênica e cenário.

Estudantes de três escolas municipais estão recebendo as ações do Circula Dançurbana desde agosto: EM Imaculada Conceição, EM Professora Arlene Marques de Almeida e EM Professor João Candido de Souza. Neste mês de outubro, além dos três colégios participantes, alunos de outras escolas também serão contemplados. “Estamos muito felizes com a parceria do projeto Arte e Cultura pois juntos levaremos mais alunos para o espaço cênico, oportunizando o acesso à cultura”, completa Marcos.

Espetáculo FLUZZ

Como o nosso corpo se relaciona com a tecnologia? Diante de uma sociedade cada vez mais ‘conectada’, nasceu a ideia de criar um espetáculo que pudesse promover o diálogo sobre o tema. Em ´FLUZZ´ seis interpretes-criadores conduzem o público por uma jornada cênica, valendo-se de técnicas das danças urbanas, dança contemporânea, improvisação e do teatro, eles tecem uma rede de conexões. O corpo em movimento é o ponto de ignição desta cena e o grande comunicador entre pessoas. É pele, sensação, carne, gesto, posição, oposição, lugar, não-lugar. Mais do que corpos dançando no tempo e no espaço, FLUZZ busca corpos dançando com o tempo e o espaço.

O título FLUZZ faz referência ao trabalho de Augusto de Franco, escritor e investigador da ´Nova Ciência das Redes´. A proposta do grupo de questionar os corpos e conexões em movimentos que dialogam com o mundo das redes coincidiu com os estudos do pesquisador.

Serviço

A Cia Dançurbana apresenta o espetáculo ´FLUZZ´ no dia 22 de outubro, às 15h e às 19 horas, na segunda edição do Circula Dançurbana, no Teatro Glauce Rocha, em parceria com o projeto Arte e Cultura da UFMS. Escolas interessadas em levar os alunos para as apresentações podem fazer contato pelas redes sociais da Cia Dançurbana fanpage e instagram, pelo telefone: (67) 99238-2829 ou pelo email [email protected]

Mais notícias