Rapper campo-grandense lança clipe sobre memórias da infância na periferia

Renato Rosa de Lima, conhecido como G12, lança a produção “Sou Raiz” gravada no São Conrado

Nunca é tarde para buscar uma nova vida. Essa é a mensagem que traz o rapper campo-grandense G12 em suas produções, usando a própria história como exemplo. Na noite desta sexta-feira (31), o músico do São Conrado lançou o clipe de “Sou Raiz”, em parceria com Retrato Falado, sobre a infância no bairro.

Depois de anos no rap, Renato se converteu e começou o projeto Gênesis 12, ou G12, que passa mensagens para os jovens saírem do mundo das drogas e buscarem a Verdadeira Paz em Jesus. Nas composições, o artista fala sobre problemas que jovens da periferia enfrentam diariamente, como tráfico de drogas, assaltos e vícios.

“Eu cantei rap durante 7 anos no mundão, em um grupo chamado Art.32 e depois me converti em 2011. Daí comecei com um novo projeto no qual Deus me convocou para o resgate de pessoas, tenho parcerias com clínicas de recuperação de dependentes químicos e drogas. Inclusive uma das casas de recuperação foi criada por um rapaz que foi resgatado através do rap do G12”, conta o músico.

Conversão e mudança de vida

Sobre a conversão para a Igreja Evangélica, G12 relembra um momento pontual de sua vida que o fez repensar as atitudes. Submerso em um mundo de drogas e crime, o artista teve uma mudança de vida após um acidente no qual diz ter recebido uma segunda chance por Deus.

“No último acidente, eu ouvi Deus falando comigo e eu questionei ele porque tinha perdido meu bem material. Ele disse claramente pra mim que o meu maior bem ele manteve intacto, que era a minha vida… Vários dos amigos que cresceram comigo morreram, uns por acidentes e outros foram mortos. Meu bairro era violento antigamente” relembra o rapper.

O rapper relembra que foi difícil para amigos aceitarem a mudança repentina, mas a família ficou feliz porque pra eles só um milagre resolveria os problemas de Renato. O foco agora é levar a mesma mensagem através do rap para outros jovens que passam pela mesma situação.

No clipe de “Sou Raiz”, o músico relembra a infância com os amigos que já se foram e fala sobre a gratidão por ainda estar vivo, graças à vontade de Deus. A produção foi gravada principalmente nas ruas do bairro São Conrado, onde o rapper cresceu.

“Inclusive, nessa musica nova eu cito um amigo que cresceu comigo e morreu com carro que capotou. Ele tinha consumido bebida alcoólica. Por isso eu sou grato a Deus, ele me livrou e continua livrando” relembra.

Assista ao clipe na íntegra abaixo:

Rapper campo-grandense lança clipe sobre memórias da infância na periferia
Mais notícias